BN CAST 29 – Aquele sobre RPG

Woof, berds de plantão! Sejam bem-vindos a mais um BN CAST! E hoje ByM, James Figueiredo, Wally, Marcoss e Marcelo se juntam com Rafael e Rodolfo DJ Snow para deixarem os dados relarem e falar sobre RPG!!! Sistemas, causos, RPG de Mesa versus RPG Eletrônico e um embate titânico: Caverna do Dragão versus Record of Lodoss War.

Assine o feed do BN Cast, clicando AQUI

Links mencionados nesse BN Cast:

Abertura do desenho Caverna do Dragão

Fantasy Forest, erroneamente chamado de Dungeon Quest pelo ByM, não era um set de RPG de D&D e sim um jogo de tabuleiro para crianças de 4 a 8 anos em que os jogadores precisavam trilhar a Floresta da Fantasia para chegar a Montanha Mágica, em busca do mago Morley.

O jogo foi publicado pela TSR em 1980, mas foi relançado em 1990, com quatro mini figuras de plástico com o Hank, Presto, Sheila e Uni.

Cena de amor entre um anão e um elfo em Dragon Age: Origins

Trailer de Dungeons & Dragons (assista por sua conta e risco)

Arte da capa desse cast, em tamanho grande desenhada pelo ByM:

Um agradecimento especial ao pessoal do Kokocast, que indicou uma hq bem legal, chamada BRIGADA (nava  a ver com aquela trasheira do Liefeld), que me inspirou no traço dessa arte…

ps: No final do Cast acabamos nos enganando na numeração, pensando que era o de número 28, por isso o James errou na despedida… 🙂

12 Replies to “BN CAST 29 – Aquele sobre RPG”

  1. Own, gostei demais de participar! E ficou melhor ainda depois da edição! Nem vou conseguir expressar uma opinião menos piegas do que “ficou muito foda!”. Saudades do RPG maroto da adolescência!

    Beijos mãe! Te amo! Desculpa por ter nascido!

  2. AMEI esse episódio gente.

    Conheci RPG em 98 já com 17 anos através da Dragão Brasil, que comprei achando ser uma revista sobre animes e games, estilo a Herói. Mas só comecei a jogar mesmo em 2000 com Vampiro: A Máscara 3ª edição, e é claro que jogava de Toreador hehehe depois conheci D&D 3ª edição e 3.5, Trevas/Arkanun, GURPS, Novo Mundo das Trevas, Mutantes e Malfeitores, Scion e outros.

    Bym, estou besta de saber que você trabalhou na Akritó, apesar de nunca ter jogado ou mestrado, eu tive o livro básico do Era do Caos e adorava, nunca cheguei a pegar nada do Esferas, mas adorava a ideia e cheguei a usar algo parecido numa das minhas campanhas de Trevas.

    Antes de me mudar para São Paulo, eu tive um grupo em Recife que jogava religiosamente nos finais de semana, do final de 2007 até março de 2013, mas estávamos sempre alternando a posição de mestre/narrador e mudando os sistemas e cenário.

    Já tentei umas 3x começar ou entrar em um grupo aqui em Sampa, mas tá difícil. Agora vou para a quarta e quinta tentativas, jogar em uma mesa de Changeling: Os Perdidos e narrar em uma mesa de Lobisomem: Os Destituídos.

    Abraços e continuem =)

  3. Olá! Galera do BN, meu nome é Stênio e adorei o podcast sobre RPG. Moro em Fortaleza, CE e faço parte de um grupo de RPG, onde narro(D&D 3.5 e Storyteller) e jogo, e que tem por objetivo divulgar e desmistificar o nosso querido hobby, para o grande público.

    A iniciativa de vcs de combinar assuntos do meio nerd com uma pitada de “cultura ursina”, como vcs dizem, ficou muito bacana e interessante. Digo isso porque sou admirador de ursos, apesar de não ser um, mas curto muito os ursos. Vou acompanhar as postagens e os novos assuntos que vcs trouxerem com muito prazer. ^^ Fica aqui o contato, e adoraria poder conversar com todos e trocar uma ideia quem sabe?!

    Só me add no face! Flw! Um abração! Até +! E boa sorte com os projetos de vcs! ^^

  4. Adorei esse cast!

    Sobre RPGs “eletrônicos”… pensei que fosse falar de Chrono Trigger. Ele, dentro de suas limitações, tenta sair da linearidade de uma história única. Acho que foi o primeiro a fazer isso. Hoje um rpg bom seria bom nos moldes do novo GTA V/Second Life… seria muito maneiro, pois estes dão muita liberdade de história/personalidade 🙂

    Agora, eu adoraria uma sessão de rpg via hangout! Aliás, poderiam tentar fazer algo que junte seus leitores num rpg via hangout… mesmo que fosse jogos rolando em paralelo. Acho que seria legal trabalhar/pensar em algo a respeito disso.

  5. Oba ,oba, depois de um longo período de hibernação,meus ursos voltaram a fazer mais um BN cast.
    Bem , vamos os comentários então,amei o tema com as experiência rpgisticas dos membros, e fiquei surpreso ao saber que o Bym, já tinha feitos trampos na Dragão Brasil.curiosamente eu tinha essa revista que o Bym havia falado no cast(a do lodoss) realmente DB foi uma iniciadora de muito para mundo do rpg ,mas comigo teve o contato com o rpg foi com os de vídeo games ,numa matéria sobre tal,na revista Videogamer,num tempo aonde imperava snes e mega . Mas vou confessar que gostava mais de assistir o povo jogando que participa em si.
    Lodoss Wars, é clássico ,e fazer comparação com caverna do dragão e meio injusto ,já que foram feito para públicos deferentes ,gosto muito do desenho de personagem do Yukiu Nobotero, que até hoje ta na ativa ,( o novo visual dos personagens de yamato 2199 é dele).Ainda sobre caverna do dragão, tenho que admitir que tem episodio que já valem pela serie toda, como do cemitério dos dragões a onde eles quase matam o Vingador, mas, tem episodio que realmente dava raiva ,de tão ruim que foram feitos, sim ,to falando aquele daquele da irmão do vingador( Silena)…..

    be continuir

    1. Eu dei uma olhada na Wikipedia e esse Orphen pareceu bastante interessante (embora não tenha gostado da primeira música de abertura, mas adorado a música da segunda).

      Eu nunca joguei a serie Tales of…, mas essa abertura do jogo está linda!

    2. No meu caso também foi com um amigo do colégio, em 91 ou 92, quando estava no 2º ano… XD (desse jeito fica parecendo outra coisa) Ele chegou com uma Superinteressante edição especial jogos e tinha um artigo explicando sobre RPG e uma aventura. Foi amor a primeira vista… pelo RPG.
      Depois foi popularizando e chegou a Dragão Brasil. Tenho quase todas ainda hoje. Era uma luta para adquirir. Vinha poucas edições e as vezes nem vinha. Tempos difíceis aqueles sem a internet.
      Apesar de não ter com quem jogar, lia tudo sobre e até fazia meus sisteminhas e livros jogos.
      Hoje em dia tenho outras prioridades. Não jogo mais, mas de vez em quando procuro ler as novidades.
      Foi massa o BNCast. Parabéns pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.