BN CAST 53 – Aquele sobre a “Cura Gay”

Woof, Berds de Plantão!
Estamos de volta com mais um BN CAST, o podcast oficial do Bear Nerd.
E hoje, ByM, James, Wally e Osíris (nosso editor de cast favorito) com as participações especiais do Doutor em Psicologia do Comportamento Fabio Baia e do jornalista Marcelo Carrard para falarem sobre as polêmicas envolvendo a exposição QUEER MUSEUM, Cura Gay e Pabblo VIttar.

Assine o feed do BN Cast, clicando AQUI.

Links Comentados nesse BN CAST:

A Ordem do Dado, canal de RPG capitaneado pelo fofíssimo Stephan Martins, produziu uma série de vídeos para a semana de Visibilidade Bissexual:

Canal do Doutor Estranho, falando sobre a cura gay:

Paragraph 175 – Citado no BNCAST como Artigo 42 – Documentário sobre os LGBT na Alemanha Nazista:

BENT – trailer do filme que também retrata as agonias que os homossexuais sofreram nos campos de concentração, durante a II  Guerra Mundial:

The Celluloid Closet – Documentário sobre a retratação dos gays em Hollywood:

Vídeo do Jornal O GLOBO sobre diversidade no Rock in Rio

Link para assistir ao belíssimo curta “PISCINA”, de Leandro Goddinho.

ATA de Audiência sobre a Cura Gay.

Estudo citado pelo Fabio Baia sobre o tratamento de cura gay feito a uma criança.

Respostas terapêuticas adequadas à orientação sexual

Golem, série de contos criada pelo Osíris Reis.

Canal Cinema Ferox


Gostou? Curtiu? Que tema você gostaria de ver nos próximos BN CASTS?
Comente logo abaixo!

4 Replies to “BN CAST 53 – Aquele sobre a “Cura Gay””

  1. demorou para cair a ficha e acreditar que não estou sonhando, mas realmente teve um cast novo, o que eu tenho a dizer é que estão todos de parabéns e que o Fabio adicionou muito ao cast.
    um abraço para todos vocês.

  2. O Fabio foi muito polido e educado, mas eu sou um psicólogo sem grande importância política no meio e posso chamar psicólogo que se propõe a “curar” gays pelo que são: Charlatões. Fiquei duplamente zangado com essa situação: primeiro um juiz dando canetada dizendo como uma classe inteira deve trabalhar; e segundo como gay, fazendo a gente voltar 50 anos na luta por igualdade. No mais, tava morrendo de saudade vocês. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.