Woof, Berds!

Hoje, 28 de junho, se comemora o Dia do Orgulho LGBT.

Pra quem não sabe, a data foi escolhida por marcar o início das Revoltas de Stonewall.

O Stonewall Inn é um bar gay na cidade de Nova York e, em 1969, cansados de serem achincalhados e molestados pela polícia, os frequentadores do bar decidiram reagir. Lideradas pelas travestis e drag queens, especialmente as negras e latinas, vítimas mais frequentes da violência policial, as revoltas duraram três dias, e a luta pelos direitos de LGBTs nunca mais seria a mesma.

É nesse contexto que nasce o movimento ativista pelos direitos de pessoas LBGT como o conhecemos hoje. As Paradas do Orgulho Gay (termo usado aqui de forma genérica e que, anos mais tarde, viraria a sigla que tenta abarcar todo o espectro dessa diversidade) são um aspecto dessa luta.

Ao longo dos anos, essa luta nos trouxe derrotas, incomodações, ataques e violência. Mas também nos trouxe conquistas, visibilidade, auto-afirmação, respeito e MUITAS VITÓRIAS. Gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros são, hoje, uma minoria que não pode mais ser ignorada. Nós temos voz, então vamos gritar.

Sempre teve viado e sapata. Sempre teve gilete e trava. E sempre teve gente escrota e homofóbica.

Só que, vinte anos atrás, a gente se mostrava menos e tinha mais medo. Cinquenta anos atrás, a gente morria de medo e se mostrava o mínimo possível. Setenta anos atrás, a gente só se escondia e rezava pra não dar bandeira.

Então, com o passar do tempo, fica cada vez mais claro que nós sempre estivemos aqui. Nós ESTAMOS aqui, nós NÃO vamos embora, nós VAMOS mostrar a cara, e beijar e fazer carnaval e festa SIM. Quem está desaparecendo são ELES – Os preconceituosos, os homofóbicos, os retrógrados e escrotos.

Eles são dinossauros.

E NÓS SOMOS O METEORO.

About author View all posts

James Figueiredo

Designer gráfico de dia, editor do Bear Nerd à noite, nerd 24 horas por dia. Urso, barbudo, gordo. Rabugento, impaciente, sonolento.

  • Osíris Reis

    Show, James! É desse grito que a gente precisa!!!!