Umas das coisas mais legais de um projeto como o Bear Nerd são os artistas que estou descobrindo. Hoje apresneto a vocês o talento de Hokin numa entrevista super legal. Confiram:

BN – Fale um pouco sobre você. Qual a origem do seu nick?

Bem, moro em São Paulo, capital, tenho 28 anos. O nome “Hokin” vem de meu apelido de infância, Kinho, somente inverti algumas palavras: Ho + Kin. Sabendo meu apelido de infância poderá descobrir meu nome… prefiro que me chamem de Hokin mesmo.

BN – Desde cedo você gostava de desenhar? Como você se descobriu urso?

Eu desenho a pouco tempo, uns três anos atrás aproximadamente comecei a desenhar mangá e já arriscava desenhos estilo Bara, parei por causa do trabalho e falta de tempo. No mês de junho de 2010 conheci a arte Furry por meio da arte Bara, e me aprofundei em desenhar ursos (opa, porque será?).
Sobre me descobrir urso, bem, eu sempre gostei do tipo urso, sempre me senti atraído por eles. Quando mais moleque eu era magrinho e queria ser mais gordo (Graças a Deus hoje tenho minha barriguinha), hoje tenho orgulho de ser um urso, mesmo sendo urso pequeno.

BN – Quais são as suas influências e inspirações? Elas vão além do mangá e do Furry?

Bem, eu gosto da arte do Jirayia, ele desenha muito, seu traço é marcante, e seus estilo único. Me inspiro muito na arte Bara, e na arte furry também. Tenho sempre usado o cotidiano como tema, mostro isso em meus desenhos. Gosto de me inspirar ouvindo musica , o desenho do urso ao luar de terno me baseei na musica “Clair de Lune” de Claude Debussy. Isso sempre me faz desenhar, observar as pessoas em minha volta e musica.

BN – E falando em mangás, qual o seu favorito e por que? E qual o que você mais detesta?

Não tenho observado os atuais lançamentos, e não tenho atualmente um favorito, mas eu gostei muito de Shaman King (afe, eu não terminei de ler, muitos me disseram que foi melhor eu não ter continuado), gosto do jeito do Yoh Asakura, gosto de Chobits, pelo tema que a princípio parece simples e não é. Gosto dos mangás do Jiraya (os que encontrei na internet). O mangá que está me enchendo, é Bleach, eu até gostava dele, mas cara, o autor parece que se perdeu, ou então quer mais dinheiro e a cada fase muda demais, nem parece o mesmo mangá do começo ao fim (quem gosta me perdoe).

BN – Você já desenhou ou tem vontade de desenhar uma HQ? Quer se especializar nesse sentido ou o desenho é apenas um hobby?

Eu tenho vontade sim, tenho em mente algumas idéias, um mangá ou um HQ é algo que vou arriscar fazer, seja a estória de criação minha, ou não. Espero me especializar, desenhar melhor, colorir melhor, aprender mais. Esse hobby já é mais que isso pra mim, se tornou uma paixão.

BN – Como você vê o movimento ursino no Brasil? Para você parece diferente de como é em outros países?

Tenho percebido que o movimento ursino está mais forte no Brasil, sempre quando vou na ursound (cara eu gosto de ir lá) percebo que tem mais ursos que a edição anterior. Não conheço bem outros lugares frequentados por ursos, de certo, ainda acho que a definição “urso” não é algo que se possa explicar, e alguns ate podem não entender isso de ser “urso”, já conheci pessoas que são urso e não entendem isso, não adianta, você é um urso por se sentir um. Lá fora me parece um movimento mais forte, maior, até achei sites que vendem de tudo com a temática Bear, coisa que aqui ainda não tem. Espero, que por questão de tempo, o Brasil se torne melhor nesse sentido.

BN – Muito obrigado pela entrevista. Aproveite esse espaço para deixar o seu recado:

Man, eu que agradeço a oportunidade! fico feliz em participar do Bearnerd, e mostrar meu trabalho, participando mais do movimento ursino. Agradeço o apoio de todos os meus amigos, sejam do Furry Brasil, ursos ou não.

Meu recado é simples: Sempre é tempo de se tentar mais, viver mais, aproveitar mais, aprender mais, deixe o medo de lado, e aproveite a vida que tem. Mesmo!

Quem quiser pode acompanhar meu blog: http://www.hokinthebear.blogspot.com/
e no twitter: http://twitter.com/#!/HokinBear

Abraço do urso a todos!
Woof!