Conheci o trabalho do Savage por acaso, quando eu apreciava os talentos de desenhistas num fórum yaoi. De cara me apaixonei pelo traço dele. No ínicio ele desenhava ursos em miniaturas (chamados de SD) mas pude ver também outros tipos de trabalhos dele, como os fanarts hardcore MEGAS XLR e fui acompanhando a evolução seu traço. É com orgulho que apresento o trabalho do meu amigo Reanto Savage:

BN – Obrigado por participar aqui do Portfolio do Bear Nerd. Começando do básico, fale um pouco sobre você.

O que é isso, cara, eu que agradeço a oportunidade, me sinto até um pouco envergonhado de estar no meio dessa galera que detona nas artes ursinas. Então, meus amigos me chamam de savage, moro no centro de São Paulo, gosto de música koreana, jogos musicais, desenhar, anime girls, BDSM, desenhos animados em geral e é claro, ursos. Não tenho traço nem estilo definido, ainda estou na fase das experimentações. Sempre tive um pouco de vergonha de mostrar meus desenhos, tanto que só publiquei em uma galeria estrangeira.

BN – Quando foi que você passou a prestar atenção em ursos e conseqüentemente a desenhá-los?

Prestar atenção foi sempre um hábito, mas a desenhar eu comecei depois que visitei pela primeira vez o site do Go Fujimoto, o japanimationbears.com , na época ele tinha uma vasta galeria de links para outros sites de desenhistas que preferiam um traço mais firme e figuras mais masculinas. Eu tinha acabado de conhecer o photoshop, arriscava alguns primeiros esboços para colorizar no computador. Foi amor à primeira vista, isso e o fato de eu ter conhecido o trabalho de um certo desenhista brasileiro que manda muito bem na hora de desenhar ursos. Desde então tenho feito uso dessa paixão para tentar me aperfeiçoar e quem sabe no futuro trabalhar em um projeto maior.

BN – Quais são as suas influências e inspirações? Como é o seu processo de trabalho?

Minhas inspirações vieram quase que 100% da internet, alguns brasileiros e alguns estrangeiros como Logan, Kenzy Lamar, Ralf Koenig e mesmo um pouco de Tom of Finland. Meu processo é o mais simples possível, utilizo alguma foto como referência, finalizo a grafite e colorizo no photoshop ou illustrator. Ultimamente tenho feito algumas tentativas com lápis de cor e outras mídias naturais. Mais da metade de tudo que desenho acaba indo para o buraco negro da minha pastinha de esboços… quem sabe algum dia eu termino e publico.

BN – Já aconteceu de alguém, conhecendo os seus trabalhos, se decepcionar ao conhecê-lo, esperando que você fosse parecido com os ursões que desenha?

Sim, mas não me confundiram com um urso, achavam que eu era como o personagem que eu desenhava constantemente de cabelos e barba grisalha, algumas vezes desenhado trajando roupas de general de uma aliança secreta de adoradores de BDSM. Mas foram só duas vezes.

BN – E quais os seus planos para o futuro?

Por enquanto meu principal plano é terminar a faculdade que acabei de começar (e que está me comendo vivo), e tentar recuperar o tempo que perdi sem desenhar. Também sonho em participar de uma equipe de criação de material no segmento ursino, e ganhar o pão trabalhando na área de criação artística.

BN – Mais uma vez obrigado pela entrevista. Esse espaço é seu. Deixe o seu recado.

Bom, mais uma vez eu gostaria de agradecer a você por lembrar de mim e por publicar meu trabalho, e desejar a todos os leitores do blog um ótimo carnaval porque ano novo já está muito tarde. Um grande abraço de urso à todos.