Este é um post feito pelo nosso leitor Fernando Arimoni. Se você quiser escrever um também é só clicar aqui!

Saudações berds!
Sempre passo pelo site e vejo que tem poucos posts sobre games. Então eu decidi arregaçar as mangas abrir o Word, o Photoshop e fazer um eu mesmo um! Para chegarmos a parte ursina da coisa, preciso falar um pouco sobre Firewatch.

Quando eu vi esse trailer em 2015, a primeira coisa que me chamou a atenção foi os gráficos, todo em cel shading (técnica usada para criar desenhos animados em ambiente 3-D) muito similar a uma animação da Pixar, as mão me lembraram muito Wreck-it Ralph (Detona Ralph) e com animações e cenários lindos. E é claro toda a arte promocional do jogo feito pelo fodástico Olly Moss.

Firewatch é um jogo lançado em 9 de Fevereiro de 2016 pela Campo Santo (primeiro jogo deles), para PS4 e PC. Ele é um jogo indie com foco em narrativa, há uma aversão do grande público a esse tipo de jogo específico chegando a ser apelidado de walking-simulator (simulador de caminhada), ou seja, sem tiro, fogos, explosivos, ouriço velocista ou encanadores usuários de cogumelos. O foco aqui é história, uma pegada mais artística, uma experiência pra quem joga matutar na cabeça e demorar a digerir o conteúdo, Firewatch faz um uso do diálogo perfeitamente e um bom uso de sua mecânica.

Nós encarnamos Henry (39) que vai trabalhar como vigia florestal, com grande foco para alertar incêndios durante o verão americano,  no estado de Wyoming, USA.

Henry e a esposa. Temos a chance do bi ainda, caras.

Toda a narrativa e mecânica do jogo gira em torno de um mistério o e do passado dos personagens, o jogador pode interagir com os objetos mostrando muito da intimidade do protagonista, inclusive nu frontal desenhado pela sua esposa em um momento mais íntimo.

Clique aqui para ver as fotos. AVISO: Conteúdo NSFW!

Como o jogo é um first-person shooter (em primeira pessoa), nunca vemos o rosto de Henry, mas depois do lançamento os desenvolvedores resolveram postar artes conceituais e até o rosto que ia aparecer em algum momento do jogo, mas foi removido.

Uma pena é que, para se aproveitar o jogo é necessário um grande domínio da língua inglesa e não há projetos futuros para uma localização do jogo para o português brasileiro. E jogadores mais casuais podem ter uma experiência considerada chata pelo fato de grande parte do jogo ser focado em diálogo.

Se você quiser a chance de encarnar esse urso vigilante, o jogo esta a venda na PSN, para PS4 ou na steam, mas tem que ter um PC um pouco parrudinho para segurar os gráficos.

Sobre o autor:

Fernando Arimori it’s tranquil it’s favorable, joga vídeo-game e acha que quem chama os outros ou se intitula “gamer” é poser. twitter.com/f_arimori

About author View all posts

Post do Leitor