Ursos nos Games: Henry, de Firewatch

[et_pb_section bb_built=”1″][et_pb_row][et_pb_column type=”2_3″][et_pb_text _builder_version=”3.13.1″]

Saudações berds!
Sempre passo pelo site e vejo que tem poucos posts sobre games. Então eu decidi arregaçar as mangas abrir o Word, o Photoshop e fazer um eu mesmo um! Para chegarmos a parte ursina da coisa, preciso falar um pouco sobre Firewatch.

Quando eu vi esse trailer em 2015, a primeira coisa que me chamou a atenção foi os gráficos, todo em cel shading (técnica usada para criar desenhos animados em ambiente 3-D) muito similar a uma animação da Pixar, as mão me lembraram muito Wreck-it Ralph (Detona Ralph) e com animações e cenários lindos. E é claro toda a arte promocional do jogo feito pelo fodástico Olly Moss.

Firewatch é um jogo lançado em 9 de Fevereiro de 2016 pela Campo Santo (primeiro jogo deles), para PS4 e PC. Ele é um jogo indie com foco em narrativa, há uma aversão do grande público a esse tipo de jogo específico chegando a ser apelidado de walking-simulator (simulador de caminhada), ou seja, sem tiro, fogos, explosivos, ouriço velocista ou encanadores usuários de cogumelos. O foco aqui é história, uma pegada mais artística, uma experiência pra quem joga matutar na cabeça e demorar a digerir o conteúdo, Firewatch faz um uso do diálogo perfeitamente e um bom uso de sua mecânica.

Nós encarnamos Henry (39) que vai trabalhar como vigia florestal, com grande foco para alertar incêndios durante o verão americano,  no estado de Wyoming, USA.

Henry e a esposa. Temos a chance do bi ainda, caras.

Toda a narrativa e mecânica do jogo gira em torno de um mistério o e do passado dos personagens, o jogador pode interagir com os objetos mostrando muito da intimidade do protagonista, inclusive nu frontal desenhado pela sua esposa em um momento mais íntimo.

[su_accordion]
[su_spoiler title=”Clique aqui para ver as fotos. AVISO: Conteúdo NSFW!” icon=”folder-1″]

As imagens mudam de acordo com sua escolha no diálogo durante a história.

 [/su_spoiler]
[/su_accordion]

Como o jogo é um first-person shooter (em primeira pessoa), nunca vemos o rosto de Henry, mas depois do lançamento os desenvolvedores resolveram postar artes conceituais e até o rosto que ia aparecer em algum momento do jogo, mas foi removido.

Uma pena é que, para se aproveitar o jogo é necessário um grande domínio da língua inglesa e não há projetos futuros para uma localização do jogo para o português brasileiro. E jogadores mais casuais podem ter uma experiência considerada chata pelo fato de grande parte do jogo ser focado em diálogo.

Se você quiser a chance de encarnar esse urso vigilante, o jogo esta a venda na PSN, para PS4 ou na steam, mas tem que ter um PC um pouco parrudinho para segurar os gráficos.

[/et_pb_text][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_3″][et_pb_text _builder_version=”3.0.106″ background_layout=”light”]

Fernando Arimori it’s tranquil it’s favorable, joga vídeo-game e acha que quem chama os outros ou se intitula “gamer” é poser. twitter.com/f_arimori


Este é um post feito pelo nosso leitor Fernando Arimori. Se você quiser escrever um também é só clicar aqui!

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Comentários

Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.