Em janeiro de 2010, lá nos states, saiu uma edição especial do herói da Marvel Comics O Poderoso Thor, intitulada Giant Thor. Essa edição foi uma despedida do escritor J. M. Strazinsky (o mesmo de outras séries pela Marvel, como Homem-Aranha, Esquadrão Supremo, a série de tv Babylon 5) do título. Essa história foi publicada aqui no Brasil em OS NOVOS VINGADORES – ED. 81 (outubro).

Nesse arco de histórias, Asgard, o mundo dos deuses nórdicos, ressurgiu flutuando no meio de Oklahoma e muitos asgardianos, que foram dados como mortos na saga anterior ressurgiram entre os humanos. Coube então a Thor (que voltou a possuir a identidade mortal do Dr. Donald Blake) como monarca de Asgard a recuperar o seu povo.

Essa saga teve algumas passagens interessantes. Loki, deus do mal, meio-irmão e inimigo de Thor havia encarnado num corpo feminino (polêmica pouca é bobagem, hein?). Mesmo assim Loki continuou conspirando, atingindo o seu objetivo destronando o Deus do Trovão, exilando-o de seu lar.

Coube a Balder, melhor amigo de Thor (que descobriu ser também seu meio-irmão) assumir o trono. Loki, no melhor estilo Língua de Cobra, influenciou Balder a transferir Asgard para a Latvéria, lar do tirano vilão Dr. Destino (que aceitou os visitantes de bom agrado, ao contrário do governo americano).

O que o povo de Asgard não sabia era Loki havia feito um acordo com Destino de ajudá-lo a desvendar os segredos da fisiologia asgardiana (eles são mais fortes, resistentes e imortais) vivissecando alguns de seus compatriotas em troca de ajudá-lo a destruir Thor. Com os dados que conseguiu, ele criou uma série de Robôs-Destino feitos especialmente para destruir asgardianos. Os Robôs foram mandados atrás do Deus do Trovão (que estava na sua identidade de Donald Blake), Frandall, Hogun e Volstagg (os três guerreiros de Asgard – que seguiram seus passos, abandonando o Reino Eterno) e Lady Sif – que recuperou o seu corpo.

O grupo se encontrava em Oklahoma, quando são atacados, e acontece a sequência mais legal da revista.

Para quem acompanha as histórias do Thor, Volstagg (conhecido como o Volumoso) sempre era visto como o alívio cômico da série além de desajeitado, fanfarrão e covarde, apesar do bom coração e de ser um amigo fiel ao deus do trovão.

Foi interessante ver o personagem ter um acesso de fúria (e ainda mais interessante vê-lo quase sem roupa, rsrsrsr)…

Curiosidades de última hora: O personagem é um dos poucos que não existe equivalente na mitologia nórdica, tendo a sua inspiração em Sir John Falstaff, personagem de Henrique IV, de Shakespeare.