Catarse na Sua Vida: TRANSliterações – por Editora CHA

Apoie e se surpreenda com uma proposta de antologia inédita em vários sentidos

Por décadas, autores e personagens em romances ou contos publicados no Brasil, independente de serem um herói, vilão ou simplesmente um vendedor de leite, muito provavelmente tinham algo em comum: eram homens, com traços de origem europeia e heterossexuais. Pessoas negras, indígenas, mulheres, LGBs e outras minorias estavam presentes, mas com representatividade e representação diversas vezes menor do que o segmento homem branco hétero. Os dados são da pesquisa “A personagem do romance brasileiro contemporâneo: 1990-2004”, da Universidade de Brasília. Considerando como a população de transgêneros é vista no Brasil, essa minoria sempre foi ainda menor representada.

E fazendo jus ao seu nome e sua missão de apresentar alternativas a história única, a Editora CHA (Contamos Histórias Alternativas) apresenta sua primeira antologia: TRANSliterações, que reúne 13 contos voltados ao universo trans.

Com uma população estimada de 2 milhões de pessoas no Brasil, aproximadamente o tamanho de Porto Alegre, a população de transgêneros é considerada uma minoria dentro das próprias minorias e é ainda menos representada nas narrativas, seja literatura, cinema, histórias em quadrinho etc.

TRANSliterações é o mergulho no universo infinito da vida transgênera. Esta obra reúne contos que vão desde a simples escolha de um nome até a ficção-científica mais mirabolante, tudo sob esta ótica também escrita por pessoas trans”, comenta Stephan “Tef” Martins, o organizador da antologia. 

Curioso? A editora liberou um conto-degustação, Entre Nomes e Cafés, que conta a jornada de uma pessoa trans que vai a cafeterias para testar nomes para sua nova identidade. É só clicar aqui e ler!

Abaixo temos a lista de contos por ordem alfabética de cada conto (lembrando que os títulos podem ser alterados durante o processo de edição dos contos):

  • A ele é atribuído todo o pecado (Samuel Asthore)
  • A maldição da Ninfa (Coral Daia)
  • A natureza da maçã (Juca Xavier)
  • Adir (Kíssila Muzy)
  • Aurora da meia-noite (Suéllen Raquel)
  • Cumplicidade (Cristina M.)
  • Do ártico vem a chuva (Oliver Jones)
  • Entre nomes e cafés (Krol Mellkar)
  • Laura interdimendional (Claudia Dugim)
  • Nuvens (Marcos Passos)
  • O vermelho do vazio (Ariel F. Hitz)
  • Um conto sobre Esperença (Eiryeen Leite)
  • Viva, Real, Vísivel (Laura Moura)

TRANSliterações tem previsão de lançamento para junho de 2020 e terá aproximadamente 120 páginas em offset 90g, com capa em brochura couché fosco e com 35 reais você já garante o seu exemplar.

Comenta aí, berd!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.