Literaursus 01 – Silo

Era uma vez… Vocês fazem ideia das infinitas possibilidades que este começo de frase pode levar? Deve ser como um papel em branco para um desenhista. O poder da folha em branco. O que será que vem logo a seguir? Será a história de quem? Ou do que? No presente, passado ou futuro? Uma comédia, uma tragédia? Uma aventura, um horror sobrenatural ou alienígena? Ou uma aventura tragicomédia de horror sobrenatural alienígena, tudo junto e misturado, com um toque queer. 😀 Eu adoro ler estas histórias, mas antes achava muito chato. Começava o primeiro parágrafo, dormia no segundo e acordava no terceiro, sem saber onde estava. Quantas histórias eu perdi por falta do hábito de ler… Você não precisa ler tudo de uma vez. Duas, ou três folhas por dia, e logo você termina cem, duzentas, trezentas páginas e fica com saudade. Bem. Eu fico. Riu, choro, torço, fico tenso e com medo algumas vezes. E é bom demais. Nesta coluna você pode conhecer um pouco sobre esse universo, ou multiverso, dependendo do livro. Irei escrever um pouco de como foi minha experiência de ler alguns deles. O que senti, pensei e achei de ler esse ou aquele livro, que por um motivo ou outro cruzou meu caminho. Como gosto de muita coisa, mas não de tudo, teremos de ficção até ciência. Alguns são voltados para o público queer....

Read More