O Club de Osos de Buenos Aires é o clube de ursos mais antigo da América Latina. Foi criado no dia 2 de novembro de 1997 e acaba de completar os seus primeiros 15 anos de vida.

No ano 2000, buscando uma estrutura mais formal, este clube solicitou e obteve, perante do estado argentino, a condição de Associação Civil sem fins lucrativos. Um dos aspetos mais singulares do estatuto –apresentado e aprovado – é que nos identificamos como “Um grupo de homens homossexuais”. O clube foi a segunda organização LGBT da sociedade civil argentina a ter personalidade jurídica.

No ano de 2002 compramos a nossa casa, que serve como sede do clube e dispõe de espaço para realizar grande variedade de atividades. Nela nos reunimos para compartilhar jantares, além de noites de bar ursino em nosso amplo salão de uso múltiplo. A casa também conta com uma bela piscina rodeada de muito verde, uma delícia para os sócios do clube durante o verão.

A nossa casa é permanentemente cedida a muitas organizações LGBT da Argentina para que realizem as suas atividades.

Nesses 15 anos de vida concretizamos muitas e variadas iniciativas. Festas para ursos e amigos; bares para ursos; encontros nacionais de ursos (na cidade de Córdoba); tivemos a nosso próprio jornal de ursos durante alguns anos; uma rede social de ursos (Osobuk); o nosso programa de rádio, Doble Ancho, já faz 5 anos que está no ar; sem contar que temos viajado como grupo muitas vezes (ao Rio de Janeiro, Córdoba, Mar del Plata, etc.). Nossa festa de aniversário é um dos eventos mais importantes do calendário LGBT da cidade de Buenos Aires (esse ano vai ter lugar no dia 15 de dezembro).

Permanentemente realizamos atividades culturais e ações solidárias. Desde o ano de 2001 participamos ativamente da organização da Parada Gay de Buenos Aires, onde, também, a cada ano, temos como responsabilidade o discurso em nome dos ursos de toda a Argentina.

Desde o ano de 2006 fazemos parte do organismo do estado contra a discriminação, o INADI, no fórum de Diversidade Sexual. E, também, desde esse mesmo ano integramos a Federação Argentina de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Trans, a FALGBT.

Hoje, na Argentina, quando se fala de ursos a maioria da população já entende do que se está falando. A partir do ano de 2002 concedemos entrevistas em diferentes mídias: jornais, rádios, televisão e internet. Além desses órgãos, concedemos mais de cinquenta entrevistas a estudantes, professores universitários e pesquisadores que além de escolher nossa comunidade como objeto de suas teses, mostram interesse em aprofundar o seu conhecimento sobre o nosso particular grupo humano.

Na atualidade, além do nosso site www.ososbue.com, temos perfis em Facebook, Twitter, Google+ , sem contar com diversos blogs.

      

About author View all posts

Franco Pastura

  • Beto Alves

    É uma pena que quando fomos à Buenos Aires não conseguimos informação precisa de local e data de eventos.

%d blogueiros gostam disto: